Deus é fiel para cumprir e fazer cumprir sua palavra

terça-feira, 31 de maio de 2011

O livro de Jonas
Ontem tivemos uma reunião maravilhosa onde compartilhamos experiências e o principal assunto foi dependência de Deus;
Como é dificil pra nós entendermos isso, depender unico e exclusivamente de Deus e entregar tudo em suas mãos. o palestrante leu uma frase que nos chamou muito atenção "O HOMEM NUNCA SERÁ TÃO DEPENDENTE DE DEUS ATÉ QUE ELE SEJA TUDO QUE ELE TEM", é necessário as vezes que venhamos a perder tudo para que então nos voltemos para Deus fazendo dele nossa única esperança, isto talvez justifique as escolhas de Deus, vemos que Deus tem sempre chamado os incapacitados para libertar o seu povo, aqueles que não tinham nenhuma experiência em guerras, nem em lideranças, fracos e muitas vezes covardes, escravos, gagos e outros tantos os quais na dependência de Deus faziam grandes coisas e conquistavam impérios libertando Israel das aflições.
A pauta da reunião unanime entre todos era exatamente essa: Como é difícil vivermos totalmente dependetes de Deus; somos sempre levados a viver nossas vidas limitadas prevendo o futuro dentro daquilo que temos no presente; enquanto cada um compartilhava sua experiência eu meditava na palavra e refletia um pouco no meu passado, cada um compartilhava um pouco do sobrenatural de Deus, mas nada que os deixasse 100% nas mãos Dele, "é difícil viver totalmente em Deus quando não se teve nenhuma experiência, somente ouvimos os testemunhos de outros..." compartilhou uma do grupo, foi quando comecei a falar... fui levado a vida de Jonas... Quem era Jonas? A Bíblia nos fala de um profeta que foi ordenado a profetizar em Ninive, este profeta era Jonas; recentemente escrevi um comentário sobre a vida de Jonas e neste comentário fui levado a entrar nos pensamentos de Jonas, Ninive era tão cruel em sua história que Jonas ao analisar a situação em que se encontrava só pensava no que lhe aconteceria se fosse a Ninive profetizar o que Deus lhe ordenava, Ele preferiu seguir para Tarsis, ser lançado ao mar para morrer afogado, ser engolido e digerido por um grande peixe do que morrer nas mãos de um Ninivita, ele pensava somente no pior e não conseguia depender exclusivamente de Deus a fim de fazer sua vontade, nas nossas vidas não é diferente como Jonas temos fugido do real mandamento de Deus muitas vezes indo em outras direções, mas a questão é: Como fugimos de Deus hoje se conhecemos as consequências? Quando deixamos de fazer aquilo que realmente deveriamos fazer. Quer ver como é fácil e sem perceber: Deus me manda levar sua palavra aos marginais em uma determinada região da cidade, sei disso tenho convicção deste chamado, todavia, sei que lá nessa boca de fumo onde encontro as pessoas com quem Deus quer que eu fale nenhuma religião é respeitada e os últimos que evangelizaram naquela região foram bruscamente espancados, facilmente ignoro o meu propósito e trato logo de evangelizar no centro, na vista do mundo sigo com meus propósitos fazendo o que é da vontade de Deus, todavia, no meu íntimo sei que não era isso que deveria estar fazendo, constantemente tomamos o návio para Tarsis fugindo da verdade, preferindo arcar com as consequências do que passar por sofrimentos. Jonas não sofreu, foi liberto da crueldade de Ninive, mas ele não sabia disso, era necessário depender de Deus a fim de ver os resultados, depender de Deus é não olhar para traz, conhecer o futuro e depender de Deus em todos os aspéctos, se ele não nos livrar do mal que estará a nossa frente, nos capacitará para enfrentá-lo, já dizia Paulo "Posso todas as coisas naquele que me fortalece". Mas sei que não é simples, enquanto todos falavam compartilhei com o grupo este dilema, eu mesmo no passado cheguei a depender unicamente de Deus para me suprir em todas as necessidades e Ele de uma forma maravilhosa sempre me supriu, vi em minha vida coisas que não ouvi de outro, o milagre de Deus agindo em todos os aspéctos e isso foi maravilhoso, todavia, hoje me sinto limitado, pareço não ter mais a mesma percepção de antes e constantemente peco por não depender de Deus, madureci fisicamente mas espiritualmente confesso "e isso já compartilhei com minha companheira" tenho fugido do real propósito de Deus em minha vida, tomado o návio para Tarsis e suportado as consequências... Mas por quê? Confesso que não sei, como Jonas pensei nas consequências e não nos resultados, infelizmente sei que não sou só eu mas muitos tem saido dos trilhos indo em outras direções e fugindo do chamado, mas é chegada a hora de acertarmos é chegada a hora de encontrarmos o caminho e vivermos a verdadeira essência do evangelho vivendo cada instante na dependência de Deus e deixando que ele seja o guia de nossas vidas. Por mais difícil que pareça, é necessário nos entregarmos a Ele e deixar que Ele nos torne os soldados que Ele mesmo desejou que fossemos.
Escrevi um artigo recentemente o qual recebeu o título "POR QUEM ESTOU DISPOSTO A MORRER" está postado em uma página deste blog e é muito bom de ser lido para reflexão daqueles que desejam e são verdadeiros soldados na frente de batalha nesta guerra das boas novas.
Dai graças em tudo.
SHALON!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário